Friday, November 10, 2017

Melancia: custou US$ 7.5 milhões de dólares. Como foi isso?

Um homem no Alabama processou e até agora ganhou US$ 7.5 milhões de dólares do WalMart, quando tropeçou em um pallet de melancia, para pegar uma outra melancia. Falando sério!...

Até onde foi noticiado na imprensa, o homem se machucou e não podemos dizer a extensão da lesão.

Seja negligência do homem ou não, seja armação ou não, o fato é que ele foi agraciado com US$ 7.5 milhões de dólares.

Mas aí você pergunta: o que tenho eu com esse absurdo?

Bem, se você não for exportador ou não pensar em exportar para os Estados Unidos, nada! Mas se você exporta ou considera exportar, o seguro de responsabilidade civil, o que  chamamos de liabiliy, é fundamental para seu sucesso e aceitação no mercado.

Decidimos colocar esse post porque muitos brasileiro vem ao nosso escritório, e acham que estamos exagerando. Esse caso, é só 1!

Não queremos dizer que o fornecedor da melancia será processado ou o fabricante do pallet será processado mas queremos mostrar o quanto é comum esse tipo de processo nesse país.

Por razões inaceitáveis, por valores mais ainda inaceitáveis, fortunas são pagas todos os dias em um sistema judiciário falho. Quando justifica, até endemos mesmo assim, muitas das vezes paga-se um valor de loteria as vítimas. Mas uma grande maioria das indenizações super milionárias, mancha o sistema judiciário americano.

E se você exportador, acha que só porque está no Brasil, não será atingido...esqueça! Qualquer problema dessa ordem, tenha certeza que antes de você acabar de ler esse email, te localizarão onde você estiver no Brasil. Claro que quem está aqui é atingido primeiro e mais fácil mas dependendo do caso, todos envolvidos na cadeia produtiva, no popular, “dançam!”.

Isto posto, você querendo exportar para os States, siga nosso conselho: faça um seguro.

Quanto ao WalMart, seguirá os mesmos  procedimentos de segurança,  informou que continuará usando o mesmo pallet, e claro, irá disputar na justiça esse valor, uma vez que a culpa foi do cliente.

No comments:

Post a Comment