Tuesday, July 17, 2012

Brasileiros sendo roubado na Flórida?! Como é isso? Somebody help me!

Depois falam mal do Brasil...mas semana passada aqui na cidade de North Miami Beach, no estacionamento das lojas Costco, na Byscaine Boulevard muito frequentada pelos turistas brasileiros que aqui vem para desfrutrar das compras, uma brasileira passou por um momento traumático e muito doloroso.

Quando abria o porta- malas do carro, um “bandido”, sim aqui também tem e muito, se aproximou dela enquanto estava distraída, arrancou a bolsa, e na luta para segurar a bolsa devido a documentação e passaporte, o mesmo levantou o vidro, e acabou a arrastando por quase 10 metros. Essa turista teve um lado do rosto ralado, ficando em carne viva, ombro, mãos e joelho. O fato foi tão violento que o Canal 7, que é um canal local fez a cobertura de reportagem.

Semanas atrás a Revista Forbes publicou uma matéria dizendo que a cada três dias um turista brasileiro era roubado em Miami ou em Orlando. Wow! Leia de novo, Revista Forbes e a cada 3 dias um brasileiro roubado na Flórida. É sabido que esse dado oficial nas maioria das vezes só são registrados porque os passaportes são roubados, e os que não são registrados? O Consulado Brasileiro de Miami acredita ser esse número bem maior.

Dados oficiais indicam que quase metade dos brasileiros que vem visitar os Estados Unidos, escolhem a Flórida, sendo essas duas cidades, Miami e Orlando as principais.

Não só o governo americano sabe que os brasileiros vem com muito dinheiro para gastar, a ponto de mexer até na economia estadual, como também esses “bandidos”

Como a vida nos ensina, qualquer lugar de turista é de um modo geral perigoso; é um lugar vulnerável e com muitos aproveitadores. Não podemos também nos esquecer que Miami, Orlando, NY, Dallas, Los Angeles, ou qualquer outra cidade tem ritmo de cidade grande com os mesmos desafios que enfrentamos no Rio de Janeiro ou São Paulo.

Mas e você carioca esperto, como fazer? Antes que você reclame, esse blogger tem nome de gringo mas é carioca da gema.

Deixaremos algumas regrinhas de quem já observa esse problema há anos e não de agora. Só que agora parece estar saindo do contrôle.

1)      Como se diz no Brasil, não “de mole”. Sabemos que você quer relaxar mas não abaixe a sua guarda.
2)      Apesar da maioria dos hóteis não se responsabilizarem, deixar no cofre do quarto os documentos como passaporte, passagens dentre outros, ainda é mais seguro do que sair com tudo na rua.
3)      Sabemos que você quer chegar de sandálias, podemos falar Havaianas, para não carregar peso e ocupar espaço na mala com sapato e tênis, e comprar tudo aqui novo, como sempre um belo tênis. Quando você sai na rua com aquele tênis “zero bala”, você está marcado. Isto foi dito por um “bandido” há anos atrás que só assaltava brasileiros.
4)      Assim como aquele tênis novinho... sola branquinha...que te marca, a pochete na cintura também te marca! Aqui não se usa muito pochete. Isso foi falado pelo mesmo “bandido”. Imagina, você sai na rua de tênis novo e pochete! E o boné de beisebol?
5)      Quando for nas lojas de departamento, shopping center, no Best Buy...quem não gosta?...saindo carregado, como é difícil você estar viajando sózinho, nunca leve as suas compras até o carro. Você fique parado na porta da loja e alguém vai buscar o carro.
6)      Se você sair dessas lojas com muitas compras, o melhor é ir direto para o hotel e descarregar o carro, fazendo a mesma coisa. Pare o carro na porta do hotel,  descarregue e vá direto para o quarto. Deixe as coisas no quarto e siga destino.
7)      Conforme você for comprando e deixando as coisas no quarto, vá fotografando tudo sempre tendo como fundo alguma coisa que identifique o quarto.
8)      Paranóia à parte, traga em um pen drive ou qualquer outra maneira que você possa acessar cópias, das suas passagens, passaporte, visto de entrada e documentos brasileiros que precisar caso seja surpreendido. Podemos garantir à você que seu stress será bem reduzido pelo tempo que irá economizar, caso tenha essas informações em mãos.
9)      Tenha também os telefones dos cartões de crédito disponíveis. É interessante ter esses números não sua carteira, porque se sua carteira for roubada, como fica? É bom está com uma outra pessoa com quem esteja viajando.    
10)  Se você estiver dirijindo e se perder, se a paisagem começar a ficar feia, uma vizinhança feia, contrastando por onde está visitando, é bom tomar cuidado. Não se iluda achando que não está em perigo porque você está.
Caso se envolva em qualquer situação que tenha receio, mêdo, vendo o policial se aproxime e peça ajuda. Salvo exceção, o policial aqui está para te proteger e servir.

Finalizando, que nem diz meu pai, se há polícia há bandido. E deixamos uma pergunta para meditação: de onde vem tanta inspiração para os filmes policiais de Hollywood?

Monday, July 9, 2012

Escritor brasileiro conquista Amazon, Barnes & Noble e audiência hispana nos Estados Unidos

O escritor brasileiro José Marcos de Carvalho de Oliveira, que é graduado em Filosofia, Ciências e Letras pela Universidade de Divinópolis, como diz a crença popular, como bom mineiro vem pouco a pouco conquistando o espaço literário americano nas cobiçada livrarias americanas.

Vivendo na cidade de Sunrise, no Condado de Miami-Dade na Flórida, José Marcos forma parte da organização cultural ‘The Cove Rincon International’, vinculada a Florida International University (FIU), onde periodicamente lê seus trabalhos, sendo que muitos são publicados em inglês e em espanhol pela revista da organização. Seus  textos são publicados também em revistas brasileiras na Flórida e no Brasil.

É também membro da ‘Sociedad de Poetas e Escritores’ radicada em Miami.
Seu mais recente livro, ‘Mis Cinco Sentidos’ , versão em espanhol, foi lançado em março de 2012 na Flórida, tendo sua versão em português publicada em 2010 no Brasil.

Com a versão em castelhano, o autor está sendo sempre convidado a participar de diversos eventos culturais, bem como a dar entrevistas em rádios e TVs hispanicas como recentemente se apresentou no programa de Radio da Cristina, uma das telecomunicadoras hispanas de maior sucesso nos Estados Unidos.

Nesse próximo dia 12, José Marcos terá o privilégio de apresentar o seu livro “Meus Cinco Sentidos”  a uma exclusiva audiência de diversos países de língua hispana no auditório de New Professions Technical Institute (NPTI).

O livro “Meus Cinco Sentidos” é constituido de ensaios baseados em conceitos realizados no dia-a-dia. Segundo o autor, cada coisa que nos rodeia tem seu significado, e quando nos detivermos, não apenas observaremos com atenção, como também sentiremos a beleza, a força e a sabedoria contidas no que observamos. José Marcos utiliza uma linguagem de fácil compreensão por parte dos seus leitores. Como ele diz, sua mensagem ‘parte de um coração para outros corações’ sedentos de esperança, de paz e de amor.

O livro já está disponível em português, e pode ser encontrado entrar nos sites Amazon http://www.amazon.com/ ou na livraria Barnes & Noble ou no site http://www.bn.com/.

Para contatar diretamente o autor, é só escrever para os emails jmcolive@comcast.net ou jmcolive@hotmail.com, colocando como assunto o título “Meus Cinco Sentidos.’ Ou ainda no telefone (305) 310-4462 na cidade de Miami para qualquer outro assunto.

Friday, July 6, 2012

O que tem haver o palito, o guardanapo com um imóvel e um advogado?

O título desse post parece mais uma charada mas não é. Agora que temos a sua atenção, depois de você ler essa matéria, esperamos que venha fazer sentido.

É sabido que os brasileiros estão investindo e comprando imóveis por todos os Estados Unidos. A cidade de Miami no Condado de Miami-Dade no estado da Flórida pelos laços desenvolvidos em quase 30 anos de imigração ininterrupta, preços e condições de financiamentos oferecidos, ainda é a preferência brasileira.

O que muitos não sabem, não querem saber ou não querem acreditar é que existe muita mas muita gente mesmo, incluso brasileiros se encrencando com a justiça americana por ter comprado o imóvel de maneira “equivocada”...de maneira “não apropriada”...para sermos políticamente corretos.  

Recentemente como noticiado no Brasil, mais um, leia de novo...mais um brasileiro na Flórida, não sabemos em outros estados americanos, se meteu em uma tremenda encrenca.

Culpado? Inocente? Apesar do brasileiro jurar inocência, não nos cabe julgá-lo mas uma coisa é certa, pelo vídeo por ele mesmo criado, ele assina uma papelada sem ler! Opa, como é isso? Assinar a compra de um imóvel onde técnicamente você poderá estar se comprometendo por 30 anos, sem ler?

É quase que inacreditável ainda ver de maneira contínua muitos brasileiros comprando e/ou investindo em imóveis nos USA, sem assistência de um advogado. Ou seja, eles querem comprar imóveis de preço significativo, às vezes mais de milhão de dólares ou até mesmo mais de um milhão de dólares e se recusam a contratar uma assessoria jurídica. Pegando a carona no título, eles querem dar um banquete e economizar no palito e no guardanapo. Agora o título faz sentido?

Muitos se encantam com o canto da sereia. Acham o preço e condições favoráveis, acreditam nas facilidades, mas não são esclarecidos, sobre a lei da herediteriadade, os compromissos com o Imposto de Renda quando tem o imóvel para rendimento e por aí vai outras tratativas legais que mais pesadas são para o estrangeiro.

A síndrome de Gabriela, eu nasci assim eu cresci assim, muitas das vezes vem na mala e não funciona muito nos States. A vida nos ensina que apagar incêndio é mais caro do que prevenir. O mesmo funciona com advogado; caro é contratá-lo para nos defender de alguma encrenca que possamos nos envolver, contratá-lo para nos orientar/prevenir não!

Uma verdade que temos presenciado é que muitos não querem contratar advogado por que já “chiam” de pagar comissão ao corretor, e quando pensam que ainda terão que pagar assessoria jurídica, torcem o nariz.

Aprendemos aqui logo que chegamos há mais de 20 anos atrás que você pode esquecer do imposto de renda mas o imposto de renda não esquece de você. You have been warned. Você foi avisado! 

Tuesday, July 3, 2012

Helicóptero Rotorway A600 Talon em Oshkosh - O maior show de aviação da terra é esse mês!

Começa na segunda-feira dia 23 até 29 de julho, a mundialmente famosa feira de Oshkosh no estado americano de Wisconsin. O show que se chama Airventure é organizado pela EAA - Experimental Aircraft Association, que é a poderosa associação da aviação experimental americana, e esse ano comemora 60 anos!

Com mais de 800 expositores, mais de 10.000 aeronaves e mais de meio milhão de pessoas, e a banda do Steve Miller Band abrindo o primeiro dia de show, Oshkosh durante esses 7 dias é o lugar para você visitar se aviação bate no seu coração.

O título pode parecer apelativo mas para aqueles que já foram e tornam a voltar, sabem da sinceridade de expressão. Se você é entusiasta de aviação, então nem se fala. É como se você gostasse de futebol, falasse de futebol o dia inteiro, chorasse com o seu time, quase enfartasse com a seleção brasileira na Copa e nunca tivesse visto uma decisão no Maracanã. É simplesmente ímperdível.
Como se diz aqui nos Estados Unidos, tudo que voa está lá. Nessa semana, o aeroporto Regional de Wittman em Oshkosh se torna o aeroporto mais movimentado do mundo com milhares de decolagem e aterrisagem.

 E claro, vindo `a feire de Oshkosh não deixe de visitar a Rotorway International, no stand 910 na seção de Rotorcraft, onde você terá a chance de ver de perto o que faz o helicóptero Rotorway A600 Talon o líder americano e mundial na categoria. Você pode ver mais sobre esse helicóptero clicando o link
http://tinyurl.com/rotorwayA600talon

Maiores informações você pode buscar no site oficial
http://www.airventure.org/ ou nesse belo vídeo, com um belo fundo musical que não tem como você não se transportar e não querer experimentar o Spirit of Aviation. Só quem já experimentou sabe o que é. Não tem como explicar!