Monday, August 24, 2009

You've got e-mail!

Umas das propostas desse blog são dicas rápidas, curtas e “diretas” de como empresariar ou nos ou com os Estados Unidos.

Sempre quando pensamos em fazer negócios ente dois países, entre duas culturas, sempre haverá o choque. Acontece que de um modo geral, a cultura que irá prevalecer é o país onde o negócio está sendo feito, no caso os Estados Unidos.

Muitos brasileiros querem fazer negócios/empresariar com os Estados Unidos ou nos Estados Unidos.

Uma coisa que a cultura americana, têm praticamente tolerância zero é para e-mails não respondidos. Quanto maior a transação, menor a tolerância. O interessado brasileiro não responder um e-mail ou dois, até entendemos, mas três ou quatro, deixamos a imaginação de você leitor a vontade; afinal brasileiro é tido como muito criativo.

Claro que o contato pessoal, olho no olho é, e será a melhor estratégia. Acontece que como a maioria quando não fala bem o inglês, se expressa melhor escrevendo do que falando, muitas empresas adotam o e-mail como forma de desenvolver um relacionamento.

O negócio avançando, quando o interessado mesmo que chegue na frente do americano com um broken English (o inglês quebrado, conhecido nos States como the book is on the table), muitas barreiras já foram vencidas, o americano já sabe o que o brasileiro quer, o que facilitará a vida de todos os envolvidos.

Se o interessado brasileiro, não têm a disciplina de responder
e-mails ou até mesmo um recado deixado, nosso conselho à ele é concentrar na comunidade brasileira ou hispana, que pelas raízes e similaridades culturais, aceitam esse tipo de comportamento. Mesmo assim, podemos garantir...que muitos estão cansados e mais ainda...muitos estão se cansando desse comportamento comercial.

Vamos reverter o cenário. Se fosse o contrário, como o interessado brasileiro se sentiria?

Saturday, August 8, 2009

127 Corridor - O maior "camelódromo" do mundo!


Quando morei pela primeira vez aqui nos Estados Unidos em 1984, muitas das coisas que vi e relatei na minha volta ao Brasil, não tive como confirmar. Isto posto, passei muitas vezes por mentiroso, e acabei calando minha boca.

O próprio Monster Trucks ou Cars, aquelas pick-ups e carros altos que passam com muita facilidade por cima dos outros, foi um caso.

Na época sem internet e digital, as coisas eram mais complicadas...hoje, podemos provar o que falamos até mesmo com um Black Berry.

Pois bem, o motivo desse artigo hoje é a maior Yard Sale (venda de quintal) forçando a barra na tradução ao pé da letra, do mundo. Ou para os mais descontraídos, o maior "camelódromo" do mundo!

Por uma extensão de 1.052,5 Km (650 milhas), atravessando regiões bem rurais, dos dias 6 de agosto à 9 de agosto desse ano de 2009, por 22 anos, iniciando na cidade West Unity em Ohio indo descendo bem ao sul pela estrada estadual U.S.27, atravessando Kentucky, Tennessee, Georgia e terminando em Gadsden, no Alabama, os entusiastas em “tralhas”, caçadores de tesouro perdidos, antiguidades, e objetos da história americana, puderam desfrutar desse evento sem igual no mundo.

Apesar de nosso blog não ser turismo, entendemos que muitos brasileiros poderão desfrutar dessa aventura no próximo ano. O website com maiores informações é http://www.127sale.com/