Thursday, April 23, 2015

Caiu de US$ 10 mil para US$ 3 mil. O que é isso?

Nessa última terça-feira dia 21, as autoridades federais americanas que nós chamamos de uma maneira popular de “feds”, iniciaram uma campanha contra lavagem de dinheiro focando 700 exportadores de equipamentos eletrônicos e celulares do Condado de Miami-Dade, onde a maior concentração é nas cidades do Doral, Medley e Miami Springs. Se você faz negócio com alguém aqui no Condado nessa natureza, as chances são que deva conhecer alguém que pode estar na mira.

Saiba você leitor que hoje o distribuidor ou exportador que receber US$ 3.000,00 dólares americanos ou mais, terá que reportar essa quantia e origem da quantia ao Departamento do Tesouro Americano.

Se até a presente data para muitos que faziam negócios com mais de US$ 10.000,00 já se enrolavam, imagina agora?

Comandada pela U.S. Immigration and Customs Enforcement, com certeza essa medida irá deixar muita gente com vontade de trabalhar com o passaporte no bolso. Para quem não conhece ou não acredita na expressão follow the money...siga o dinheiro, é bom fica bem esperto. Alguém duvida que o cerco está fechando?

Tuesday, April 21, 2015

Câmara de Comércio Estados Unidos Brasil se apresenta em universidade em Miami.

Na pessoa do seu presidente e fundador, Richard Sanchez, coincidentemente esse blogger, a U.S. – Brazil Chamber of Commerce foi convidada a dar uma pequena palestra aos alunos que participam do clube brasileiro, BCC – Brazilian Culture Club da FIU – Florida International University. 

A palestra foi em cima da missão e visão da USBRCC, do potencial de mercado Brasil e Estados Unidos, e da importância da câmara de comércio na cultura comercial e empresarial nos Estados Unidos, fato esse que a maioria esmagadora dos brasileiros e latinos de um modo geral não entendem e acreditam; perdendo assim grandes oportunidades de conhecimento, networking e claro, de fazer business!

O entusiasmo dos jovens em aprender o português e conhecer a cultura brasileira, não tem como falar diferente, foi contagiante. Fica o meu agradecimento em nome da USBRCC à Prof. Augusta Vono que organizou esse evento.

Friday, April 10, 2015

Preciso eu de alvará para operar minha empresa nos Estados Unidos?

O que você acha? O curioso é que tem muita gente boa abrindo empresa aqui nos States, sendo assessorado por consultores que dizem que não precisa! Será mesmo?

Quando é estabelecimento aberto como loja, armazém, ou qualquer outro estabelecimento comercial mais aberto ao público, o pessoal respeita. Mas quando é escritório, home business e P.O.Box, para “facilitar” como alguns dizem, como não “vão receber ninguém”....estão escondidos no canto de um prédio...esses “jeitinhos” acontecem.

Você precisa de alvará para operar no Brasil? Como você adjetiva uma empresa que opera no Brasil sem alvará? Deixaremos você responder a esse pergunta e usar os adjetivos necessários.

Tem um ditado americano que diz o seguinte: 

A chain is only as strong as its weakest link. A corrente é forte até o seu elo mais fraco.

O curioso é que esse dito popular não tem haver com uma corrente propriamente dito mas sim em “correntes” de pessoas ou tecnabilidade de algum processo.

Como costumamos dizer, a praticidade do mercado americano não quer dizer que ele é frágil. Basta um deslize, uma falha, um elo mais fraco da corrente se arrebentar, para comprometer tudo. 

Aí meu amigo leitor, para quem não sabe definir punição, dependendo da “craca” podemos garantir à você que é um aprendizado super intensivo e muito caro. Já escutou dizer que advogado na América não é caro? Podemos garantir à você que caro é você contratar advogado para te tirar da “craca”.