Tuesday, June 20, 2017

Porque construir poder ser melhor do que comprar e vender imóvel nos EUA?

Por que pode dar mais dinheiro!

Resposta simples e objetiva.  

E se você decidir continuar investindo, com o passar dos anos, você terá uma chance de ser milionário nos Estados Unidos.


É sabido que o brasileiro se identifica com o ramo imobiliário. 

Acontece que uma grande maioria, por falta de conhecimento, não só da língua como da grandes oportunidades da indústria de construção propriamente dita, não sabe sair do comprar, refomar e vender um imóvel.

Pasme você, muitos brasileiros dizem que não existe terreno para construir. Leia de novo, eles dizem que não existe terreno!

Se você me falar que não existe terreno no centro de Miami, Nova York, Orlando ou São Paulo... até acredito... mas falar de um modo geral, que não existe terreno para construir, mostra uma tremenda míopia mercadológica ou falta de acesso as grandes oportunidades!

O que não falta é terreno e muito boas oportunidades para construir, inclusive construir alguns prédios comerciais que possibilitam uma receita recorrente, não só no Condado de Miami-Dade, mas como em outros condados do estado da Flórida e até em outros estados.

Hoje os bancos estão apertando o crédito para o estrangeiro. Qualquer negociação, os bancos estão pedindo no mínimo 45% à 50% do valor da construção de entrada para o financiamento. Ou seja, o desembolso para o terreno mais os 50% do valor da construção! Começa ficar bem puxado!

Qual a solução então, pergunta você?

A solução é encontrar um construtor (builder) que tenha o famoso 3R’s que o brasileiro precisa. Um construtor que tenha Reputação, Relacionamento para gerar a Receita que você precisa. 

Mas eu não conheço ninguém e estou interessado! 

Mas esse blogger, conhece esse builder!

De um modo geral, hoje os melhores negócios estão sendo feitos onde necessita de mais dinheiro.

Hoje com no mínimo US$ 5 milhões de dólares, grandes barganhas e oportunidades são encontradas no mercado, muitas delas off market! Ou seja, não estão listadas! Mas você tem que saber onde essas barganhas estão!

Como existe uma variação na composição a ser desenvolvida com a compra do terreno, dependendo do valor financeiro,  da proposta e utilidade do mesmo, esse oportunidade de negócio funciona mais ou menos assim.

O brasileiro se posiciona com o dinheiro na compra do terreno. Desnecessário seria dizer que a origem desse dinheiro terá que ser comprovada! 

Depois da abertura da empresa para a devida proteção para o brasileiro, toda tratativa contábil, fiscal e legal, ou seja, todas as necessidades de A `a Z, desenvolvida por profissionais qualificados da equipe, as cotas acertadas entre as partes, inclusive da partIcipação desse blogger, o builder entra com a proposta de crédito de crédito junto aos bancos!

Isso mesmo que você entendeu, o interessado só chega com o dinheiro e nós fazemos tudo. E pode acreditar, a rentabilidade é muito maior do que qualquer produto no mercado financeiro.

Como em qualquer lugar do mundo, os grandes negócios só caem nas mãos de quem tem reputação, relacionamento e dinheiro, é claro!

É dito aqui nos Estados Unidos que your networking is your net worth. Teu relacionamento é a tua fortuna, seria mais ou menos a tradução desse ditado popular. 

Se você tem interesse em ter um fundo imobiliário aqui em Miami, sonha com o seguimento de construção, para maiores detalhes, contate esse blogger clicando no link da Moriah International, Inc que é a empresa de consultoria. 

Wednesday, June 14, 2017

Abrir loja nos EUA ou aplicar o visto de investidor EB-5? Qual o melhor?

Você diz que o Brasil está violento e que a economia está insuportável. Você sonha em morar nos Estados Unidos. Você sonha em mudar para Miami, Orlando ou qualquer outra cidade na Flórida ou até mesmo encarar o frio de Nova York.

Você tem recursos, idade avançada e sabe que a maneira mais certa de tirar seu visto e ajustar a família, é abrindo uma empresa própria.  

Se você for empresário no Brasil, dependendo do seu porte e lastro, você pode abrir uma filial ou até mesmo uma outra atividade, e ser qualificado pela imigração. Em mêses, você e sua família conseguem o sonhado visto de residência.

Você pesquisa e decide abrir uma loja! WOW! Uma loja...

Aí você pergunta: qual o problema?

Amigo, na nossa opinião e de acordo com nossa experiência, abrir uma loja hoje nos Estados Unidos dependendo da atividade, a cada dia que passa, dependendo da natureza do negócio, é um risco muito grande, seja franquia ou não.

Por exemplo, muitas marcas pedindo concordata e fechando centenas de lojas até o final desse ano. Algumas que acreditamos ser conhecidas dos brasileiros:

  • Bebe – fecharam todas!
  • JC Penney – fechando 138 lojas até agosto
  • Gymboree – roupa de criança fechando 375 lojas de 375.
  • Macys – fechando mais de 100 lojas das 650.
  • Payless Shoes – sapatos muito baratos. Fechando 400 lojas dentro dos Estados Unidos de 4.000 da sua rede mundial.
  • Radio Shack – eletrônicos. Pediu concordata em 2015 mas não aguentou. Está fechando todas as lojas.
  • Sears and Kmart – fecharam mais de 100.

E por aí vai? O grande concorrente? A compra pela internet. É dito que o Amazon é um dos grande responsáveis por esse ataque fulminante no varejo americano.

Pesquisa do Credit Suisse diz que nos próximos 5 anos, de 20 a 25% dos shoppings americanos irão fechar! Uma das perguntas que não quer se calar é a seguinte: o que será feito com tanto espaço?

Voltando para a nossa realidade, quando você abre uma empresa ou uma loja e se preparara para o cobiçado green card, você terá que mostrar crescimento. Você terá que investir muito dinheiro.

Você terá que contratar e manter funcionários na folha de pagamento por muito tempo para provar a imigração, que seu negócio é viável e que você junto com sua família são merecedores do green card.

Acontece que muitos com objetivo de “comprar” a residência definitiva, investem mais do que devem. Isso é fato!

Muitas das vezes, muito mais do que US$ 500 mil dólares... podem acreditar!

Como podemos ver, o risco é muito grande. Fracassam e acabam voltando para o Brasil; acabando assim com o sonho americano. É uma triste realidade que acontece com muito mais frequência do que você pode imaginar.

Mas qual a solução então, pergunta você?

Na nossa opinião e experiência, a saída mais segura é o visto de investidor chamado EB-5, onde você investe US$ 500 mil dólares em um projeto sério, mesmo como cotista, e em 2 anos você, seu conjuge e filhos menores de 21 anos, terão o green card. Mais uma vez, no nosso entendimento é super seguro.

Depois você de posse do green card, como uma carta de alforria, você está livre para fazer o que bem entender.

Pesquise e pense. Querendo um contato conosco, podemos passar nossa experiência.  Só clicar no link www.moriahinternational.com para contato.

Thursday, June 1, 2017

A Feira Internacional de Franquia acontece esse mês em Nova York.

Acontece esse mês dos dias 15-17 em Nova York no tradicional The Javist Center, mais uma International Franchise Expo. 

Patrocinado pela poderosa International Franchise Association e com o apoio do Departamento de Comércio americano, o evento desse ano promete 450 franqueadores, que praticamente cobrirão todos os gostos de tamanho de investimento e atividade.

Se você é um brasileiro que considera uma franquia para levar para o Brasil, ou até mesmo considera uma franquia para imigrar para os Estados Unidos junto com a família, onde aplicaria um visto E-2, L-1 ou o famoso EB-5, dependendo do seu tamanho, pode ser um um lugar, onde no mesmo pavilhão, você encontrará boas opções.

Nosso conselho para você que considera o investimento, não esqueça de fazer o dever de casa. Não deixe a emoção decidir a razão do porque investir.

Maiores informações no site oficial do evento: Feira Internacional de Franquia

Monday, May 29, 2017

Hoje é Memorial Day nos Estados Unidos.


Aqui nos Estados Unidos não existe os Dias dos Mortos que nem existe no Brasil.
Aqui existe o Memorial Day, que é hoje. Esse feriado é comemorado sempre na última segunda-feria de maio.


Esse feriado começou a ser celebrado em 1868 com o nome de Decoration Day, para honrar os militares que morreram na Guerra Civil.

No final da Segunda Guerra Mundial, o Decoration Day começou também a honrar todos os militares que deram suas vidas durante as guerras para fazer desse país, uma grande nação!

Então, em 1967, oficialmente o nome desse feriado mudou para Memorial Day.

A razão do feriado ter sido escolhido no final de maio, foi por ser primavera, assim o governo americano tinha certeza que flores poderiam ser adquiridas para colocar nos túmulos desses heróis.

Esse blogger só pode estar aqui escrevendo e desfrutando desse país, porque muitos já morreram e ainda morrem para me dar esse liberdade.

Por isso, respeito e sou muito agradecido à todos os homens e mulheres de uniforme que servem esse país em qualquer capacidade governamental.

Não escondo de ninguém e documento aqui, que me tira do sério quando tomo conhecimento de imigrantes brasileiros ou de qualquer nacionalidade que vem para cá só para tirar proveito desse país.

Como até digo em um dos nosso vídeos do Canal de Negócios nos EUA, o Cemitério Nacional de Arlington  em Maryland, deveria ser para obrigatória para o mundo todo ver o preço da liberdade e da democracia. 

Como a bíblia nos ensina no livro de João 15:13 - ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida pelos seus amigos. E muitos mas muitos imigrantes brasileiros,  não estão nem aí...uma triste realidade...

Wednesday, May 24, 2017

Sua etiqueta para exportar açaí, água de coco ou remédio para os Estados Unidos está certa?

Estamos quase na metade do ano de 2017, quase com 30 anos de comércio incrementado com os Estados Unidos, tanto na importação como exportação. 

 Curioso é que muitos exportadores brasileiros, muito mais do que você leitor possa imaginar, ainda não prestam atenção nas embalagens e símbolos nas etiquetas.

Esteja ele exportando, açai, água de coco, remédio, ou qualquer outro produto que haja necessidade de seguir os compliances do governo americano, embarcar esses produtos sem fazer o dever de casa, sem preparar e formatar conforme os padrões americanos, na maioria das vezes, dependendo do produto, é apreensão certa pela alfandêga americana certa, quando na maioria das vezes, seguido de severas multas dependendo do caso. 

Isso sem mencionar o lojista americano comprador, que não se sentirá seguro na aquisição do produto, por falta de informação no mesmo. Com sabemos, aqui a paranóia de processo é realidade. Podem acreditar!

No tocante a alimentação e remédios que tem mais apelos juntos aos brasileiros, fora outros produtos, o poderoso FDA– Food Drug and Administration inaugurou um novo website para ajudar todo aquele, de qualquer lugar do mundo, entender os símbolos que são estampados nas etiquetas, que se fazem necessários serem adotados, quando enviarem o seu produto para o território americano.

Com certeza o exportador visitando o link abaixo, terá várias perguntas respondidas. 

Mesmo assim, em um país que tem a cultura do faça você mesmo / do it yourself, acredito que uma boa assessoria aduaneira nos Estados Unidos, pode evitar muita dor de cabeça. 

Veja link para maiores conhecimentos.
  

Regra Final de Uso de Símbolos em Etiqueta / Use of Symbols in Labeling Final Rule 

Tuesday, May 23, 2017

Como empreender na Flórida?

Quando a crise bate no Brasil, quando as “bombas” explodem como essa que envolveu a JBS, Temer, Aécio e “gang ilimitada’, e que ninguém sabe o que vai acontecer, os que podem, pensam logo em um escape: vir para os Estados Unidos. 

Como sabemos, a Flórida é o primeiro estado que vem na cabeça, devido ao clima, proximidade e comunidade brasileira já estabelecida.

Com certeza, esse alguém da classe média que pensa em vir ou como muitos dizem “fugir”, muitos até mesmo com a família, já deve conhecer alguém estabelecido aqui que irá facilitar a chegada nesse ensolarado estado.

Mas fica a pergunta: essa conexão que esse novo possível imigrante tem na Flórida tem experiência? Tem as devida conexões? Ou são vencedores, com carrões, barcos, moto, viagens ou qualquer outra imagem de vencedor, só no Facebook? 

Se você pensa em vir para a Flórida, principalmente trazendo a família e abrir um negócio, a estratégia inicial de como empreender, é fundamental para ingressar nos Estados Unidos. Tenha certeza disso!

Muitas famílias tem os sonhos e reservas financeira dilaceradas porque “entraram” errado no sistema americano.  Muitas tiveram até que voltar. Tenha também certeza disso.

Como falamos nos nossos vídeos, os Estados Unidos é um país de estratégia. Aqui ainda é um grande país, com infinitas oportunidades, mas de ordem e lei, apesar dos pesares. E para o imigrante que acaba de chegar, tudo é mais difícil, independente da situação financeira dele. 

Mas por que independente da situação financeira? 

O não falar inglês, a saudade que muitos não administram, a separação da família, dos amigos e das raízes, comprometem a adaptação. Esse trauma da separação de um modo geral está diretamente ligado ao inglês que não fala. 

Portanto, faça o dever de casa muito bem feito e não deixe que o desconhecido iniba a sua decisão. 

Como todos nós que ultrapassamos essa barreira, falamos, valeu a pena e esperamos que você possa falar da mesma maneira de uma maneira bem menos traumática que uma maioria.

Esperamos que nosso Canal de Negócios  ajude nessa decisão. Não deixe de curtir e compartilhar. 

Thursday, May 4, 2017

Feira de restaurante acontece em Chicago, Illinois. EUA. Maio 2017.

Se você segue esse blogger, você sabe que ele é fã das feiras e eventos nos Estados Unidos. Inclusive ele possui no canal de negócios no You Tube, um vídeo muito interessante chamado Marketing de Feira ou Exposição nos Estados Unidos

Para aqueles que são entusiastas, admiradores de uma boa comida e tendências, cozinheiros, chefs, dono de restaurante, importador ou exportador, o lugar para estar esse mês é em Chicago.

O mercado de restaurante americano e mundial se preparam para o grande evento da National Restaurant Association (www.restaurant.org) que acontecerá de 20 à 23 do corrente na cidade de Chicago, no estado de Ilinois. 

Como nos anos anteriores, brasileiros de diversos segmentos relacionados a restaurante, estão se organizando para comparecer a esse evento de alcance internacional.

Aos que planejam comparecer, incentivamos a navegar no site oficial e prestar atenção nos happy hours. Como podemos imaginar, comida e bebida, não será problema!

Maiores informações sobre esse evento, favor acessar o site https://show.restaurant.org

Ou os que precisam assessoria para ir a essa ou qualquer feira não só como visitante mas como expositores nos Estados Unidos, Canadá ou qualquer outro país, favor contatar Moriah International, Inc na Flórida.