Thursday, September 1, 2011

Carta de Intenção ou Letter of Intent (LOI). O que é isso? Como proceder quando se negocia com os USA? Qual a relação que existe com sua lamentação?

Em uma definição bem simples e rápida, Carta de Intenção descreve detalhadamente a “intenção” de execução de uma corporação sobre a outra. Seja para a negociação de uma representação, distribuição ou qualquer outro tipo de aliança operacional entre as partes.



Como a Carta de Intenção de um modo geral é escrita com o auxílio da diretoria ou gerência junto com o Departamento Jurídico, quem apresenta à Carta de Intenção, não deve esquecer que quem recebe esse documento legal, da mesma maneira tende a discutir com a diretoria ou gerência, junto com seu Departamento Legal essa mesma Carta de Intenção.

 

E é sabido que quando advogados estão envolvidos, o diálogo muitas das vezes fica complicado; uma vez que os advogados defendem os interesses dos seus clientes. Um cabo de guerra digamos assim.

 

No Brasil muitos dizem que é exatamente assim que se faz um pré-contrato, ou seja, através de uma Carta de Intenção; e que as partes vão negociando seus interesses até chegarem a um acordo, até chegarem a um consenso.

 

A pergunta que fazemos à você leitor é a seguinte: Dará tempo e condição de chegarem à um consenso uma vez que as “intenções” já foram demonstradas?

 

Acontece que com a nossa experiência de anos negociando com o Brasil, temos vistos que muitos interessados brasileiros que apresentam Carta de Intenção à fábricas/representadas americanas, apresentam um documento que não deixa nenhuma dúvida que foi escrito por quem não tem conhecimento de comércio internacional. Ou se ainda tem, acredita em Papai Noel e também acredita que uma Carta de Intenção com as intenções “questionáveis” não compromete uma negociação! Cuidado com que te falar o contrário.

 

Se você perder o negócio, você perdeu o negócio, não quem disse que não tem problema e que você está categoricamente correto! Você que vai ficar chupando dedo, lamentando a perda de um negócio que poderia ter sido o grande negócio da sua vida.

 

Quantos de nós.. sofre, já sofreu ou conhece alguém que sofre consequências desastrosas por orientação errada de “profissionais”…seja lá qual for a especialidade do “Dr. Cheio de Título”? Nós mesmos somos vítimas de várias situações!

 

Muitas Cartas de Intenção nos parece que são mero “templates”, abaixadas da internet, achando que um modelo serve para todo os tipos de negociação. Isso é um dos maiores erros que uma empresa brasileira pode cometer quando negociando com empresas nos Estados Unidos.

 

O interessado que apresenta a Carta de Intenção, não pode esquecer como mencionado no primeiro parágrafo, que esse documento relata de maneira de-ta-lha-da a intenção.

 

Se já nessa Carta de Intenção o interessado demonstra a intenção de “arrebentar” com a outra parte já logo no ínicio, não querendo se comprometer com investimentos, quantidades a ser comprada do produto negociado, prazo para essas compras, as chances são que já na Carta de Intenção, a parte americana cesse toda e qualquer tentativa de negociação.

 

Como sabemos disso? Well…conhecemos o mercado Brasil x Estados Unidos há muitos anos. Para lembrar você leitor, existe um problema cultural nesse documento. Cabe à você acreditar ou não no que acabou de ler.

 

Concluindo, a bíblia nos ensina que a boca só fala daquilo que o coração está cheio (Lucas 6:45), o que podemos dizer de uma Carta de Intenção?

13 comments:

  1. Prezados,
    Tenho que compartilhar meu sentimento com este texto. Principalmente aqui no Brasil no meu dia a dia perdemos muitos negócios pela falta de intenções não claras.
    Se houver interesse postei algo no meu blog.
    Obrigado.
    http://imoveislogisticos.blogspot.com.br/

    ReplyDelete
  2. Olá Richard ! Gostaria de saber se trabalha no mercado de commodities tambem ! Estou tendo dificuldade em escoar para fora , tendo em vista o crescente numero de especuladores . tenho muita demanda e o momento e favorável , caso se interesse deixo meu contato -556182238663

    ReplyDelete
  3. Olá Richard ! Gostaria de saber se trabalha no mercado de commodities tambem ! Estou tendo dificuldade em escoar para fora , tendo em vista o crescente numero de especuladores . tenho muita demanda e o momento e favorável , caso se interesse deixo meu contato -556182238663

    ReplyDelete
  4. Richard, tenho uma empresa e estou interessado em exportar para os USA. Desejo firmar um acordo de parceria contigo. Por favor entre em contato comigo através e-mail : jefferson@ctctrading.com.br

    ReplyDelete
  5. Realmente acontece, tudo que você falou as pessoas entram no mercado para especular, na realidade, Atrapalham e confundem o os grandes e pequenos produtores no tocante à exportação e importação, temos que ter muito cuidado importação exportação, Não é tão fácil assim temos várias regras, legislações diferentes de país para país onde dificulta a mobilidade, meu nome Jorge Augusto de Castro,

    ReplyDelete
  6. Richard, e todos que responderam. Eu fui criada nos moldes americanos, honrar o que diz via verbalmente. O americano confiava ate que provasse o contrário. Mas como a comunicação mundial mudou, contaminou. E nós passamos a ser vitimas da desconfiança. Tenho mta dificuldade de negociar com o exterior, ainda mais qdo se trata de ter intermediário fazendo exigências sem documentar o pedido. Os tempos mudaram. Eu tbm concordo que LOI perdeu a honra e segurança.
    Pergunto a vc Richard, qual documento devo solicitar para US com outros paises.
    Represento Mineradoras. Tbm faço parceria com corretores de imoveis (gde risco) qdo se trata fora do BR.
    Agradeço por antecipação, Priscila

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá, tudo bem priscilla?

      Qual tipo de minério vc trabalha?

      Att Schubert

      Delete
  7. Richard, escrevo do celular e seguiu com erros, me desculpe. Vou corrigir apenas esta frase: " o que vc me aconselha:
    qual documento atual que devo solicitar para US , assim como com outros paises, na Europa e Ásia, que daria mais segurança na negociação ? "
    Estou a par de varias decepções ocorridas com conhecidos, assim como tbm ocorreu comigo. Por desgaste, quase deixei de atuar como representante.
    Dentro do país lutamos com nossas leis, mas fora é um risco.

    ReplyDelete
  8. Amigos, estou tentando entrar no meio como Corretor aqui no Brasil e fazendo contatos no exterior, mas a tal loi, realmente não tem credibilidade nenhuma.
    Intenção de compra não é aceita por quem conhece.

    ReplyDelete
  9. This comment has been removed by the author.

    ReplyDelete
  10. Olá Richard ! Gostaria de saber se trabalha no mercado de commodities tambem ! Estou tendo dificuldade em escoar para fora , tendo em vista o crescente numero de especuladores . tenho muita demanda e o momento e favorável, FERTILIZANTES, adubos orgânicos com tratamento de resíduos sólidos urbanos e industriais, caso se interesse ou conheça alguém que queira favor me contactar.
    (14)99903-9413 vivo SP
    (67)99960-7129 vivo MS
    Sou Robson Rocha de Bauru SP
    Email Organotres@gmail.com
    .

    ReplyDelete
  11. Olá Richard ! Gostaria de saber se trabalha no mercado de commodities tambem ! Estou tendo dificuldade em escoar para fora , tendo em vista o crescente numero de especuladores . tenho muita demanda e o momento e favorável , caso se interesse
    55+
    (67)99960-7129
    55+14-9-9903-9413
    Robson Rocha de Bauru SP Brasil

    ReplyDelete
  12. Olá, tenho muitas dúvidas á respeito da LOI, estou intermediando vendas de grande volume, mas os fornecedores sempre pedem a LOI para fazer cotação, o problema é que lá em Portugal onde estão os meus clientes eles não tem o costume de fazer a LOI. Além disso há uma insegurança em enviar a LOI para o fornecedor pois ele pode me cortar do negócio e assim eu não recebo a comissão.

    ReplyDelete