Tuesday, June 24, 2014

Feira da indústria de calçados acontece em Miami.

Uma das feiras mais tradicionais dos Estados Unidos no ramo de calçados acontece no final do mês aqui na cidade de Miami. Será do dia 29 de junho à 1 de julho. 
A Shoe Market of the Americas ou a SMOTA como é conhecido o evento é somente para os profissionais do segmento e não é aberta ao público.
Muitos brasileiros que comparecem a eventos especializados, às vezes reclamam de tais medidas porque dizem inibir aos que querem iniciar no segmento. Uma coisa é certa, o justo paga sempre pelo pecador. Não podemos esquecer dois pontos importantes.
1)    Tempo é dinheiro e tem muita gente jogando conversa fora com pura especulação nesses eventos atrapalhando não só os expositores como também os que querem realmente atenção.
2)  Afasta os "colecionadores de brindes”. Antes de torcer o nariz, temos que confessar que também já fizemos isso quando aqui chegamos em 1991. E claro, tudo que era brinde era novidade e de muita boa qualidade!
2)    Estudos de mercado mostram que as feiras que não são abertas aos públicos, agradam muito mais aos expositores e também aos que visitam. Eles possuem maior produtividade com melhores resultados após eventos.
Como qualquer trade show que acontece aqui nos States, as últimas tendências, com exibidores de diversos países que querem conquistar a América assim como visitantes de diversos países, disputam as atenções dos compradores e formadores de opinião que se apresentam no pavilhão.

Maiores informações direto no website http://www.smota.com 

Wednesday, June 4, 2014

É internacionalização de empresa, abrir uma empresa em Miami?

Com essa crise mundial varrendo todo o globo terrestre, mudanças radicais a níveis estratégicos, têm levado as empresas à internacionalização de uma maneira crescente de seus produtos e serviços.

O mercado externo e a prática da exportação como expectativa de crescimento econômico para uma empresa ou fábrica de maneira sustentável, tem sido a opção quase que número 1 para os empresários e fabricantes brasileiros; e a palavra da vez é internacionalização de empresas.

Mas é a internacionalização de empresa, abrir uma empresa em Miami? Claro que não! Mas parece que virou moda no Brasil dizer que sim, e quando se pensa em internacionalizar, se pensa em Miami. 

O que particularmente não achamos nada mal porque estamos aqui prestando serviços e também vendendo imóveis aos interessados.

Ousamos a dizer que abrir uma filial ou uma nova empresa em Miami pode ser o primeiro passo. 

Afinal com quase 300.000 brasileiros no Sul da Flórida, é difícil o interessado dizer que não tem um contato aqui para ajudar nesse novo desafio.

Tendo você uma boa assessoria empresarial aqui na cidade de Miami, não só você pode atingir o resto da Flórida, como outros estados dos Estados Unidos, como América Central e vários países da América do Sul.

Vir à Miami buscar negócios é uma obrigatoriedade do pessoal do cone sul. Porque não dizer até mesmo “chique’? Você frequentando os trade shows de Miami, você confirmará essa afirmação.

Como sabemos, o Brasil está cheio de profissionais que descem diretamente dos States para dar seminários de como abrir empresas, como negociar ou abrir um centro de negócios e/ou incubadora nos Estados Unidos. Um dia seremos nós porque também fazemos a mesma coisa.

Acreditamos que a praticidade e não facilidade do sistema, permite essa concorrência; ainda mais quando muitos falam português. Cabe você escolher o que atender as suas necessidades.

Você tendo uma boa assessoria comercial, jurídica, contábil, logística e de distribuição, de como instalar sua empresa no exterior, e se for o caso, imigração e compra de imóvel, suas chances de sobrevivência aumentam bastante, o que pode levar ao sucesso. Opa, peraí! Como é? Chances de sobrevivência? Como é isso? Como se diz aqui, ficamos felizes que você está nos perguntando.

Bem, se não te informaram ou se te informaram e você não acreditou, apesar de ser muito polêmico os percentuais de tão altos que são, tanto o SBA – Small Business Administration como o Dun & 
Bradstreet, afirmam que de 70% à 90% das empresas fecham nos dois primeiros anos! O restante, metade fecha nos próximos 3 ou 5 anos. Temos motivos para comemorar porque já operamos desde 2000!

Acreditamos que o percentual a essa altura do campeonato para você que quer abrir uma empresa em Miami não é mais importante, você não quer investir dinheiro, tempo, sonho e fechar, diz você.
O que fazer Richard? Você está me dizendo que não vale a pena abrir uma empresa em Miami? Dependendo do que você quer, claro que vale a pena, e vale muito. Como fazer? Você já está se perguntando! 

Se preparando com uma boa assessoria como mencionado acima. Na teoria é fácil mas na prática não. 

O brasileiro chega aqui, trazendo na bagagem a síndrome de Gabriela, eu nasci assim, eu cresci assim. 

Muitos trazem na bagagem vícios e modus operandi que não cabem no American Way of Doing Business. Muitos, principalmente os mais jovens que já fazem parte de uma geração que não conheceram e não conhecem autoridade e punição, acreditam que porque falam português estão no Brasil e querem fazer os negócios no jeitinho brasileiro, e botam a culpa no sistema ou na assessoria quando dá errado.

Mas e o sucesso? Como se diz aqui, sucesso é quando preparo encontra a oportunidade!