Saturday, August 20, 2016

Exportador! Você sabe o que é recall?

Semana passada um noticiário na imprensa americana, chocou o mundo quando revelou o número de acidentes de carrinho para crianças pequenas. 

Segundo a pesquisa, só nos Estados Unidos, quase 17 mil lesões acontecem por ano com todo o tipo de gravidade. Se trabalharmos dentro de um conceito de americano de tabulação, divindo essa quantidade por mês, por semana, por dia, por hora ou até mesmo por segundo, como acontece em alguns casos, sabemos que pode ser até exagerado, mas americano pensa assim, chegaremos em um percentual de acidentes chocante!

Com imaginado, devido a fragilidade, crianças de menos de 1 ano são as que mais se acidentam.  O rostinho e a cabeça, são os dois primeiros pontos de contatos com o chão!

Os cangurus também não ficam de fora. Devido a altura, 35% das crianças sofreram lesão traumáticas no cérebro ou concussões.

Mas e o recall, pergunta você?

Recall é quando a poderosa entidade americana CPSC – Consumer Product Safety Commission, a comissão de segurança de produtos ao consumidor, que tem juridisção em mais de 15.000 tipos de produtos usados diáriamente, desde produtos voltados ao lar, esporte, recreação, escolas, enfim, uma variedade absurda de produtos que de uma maneira ou outra, pode colocar em risco o usuário, dá o comando oficial de recolher todos os produtos do mercado de uma vez só! WOW!

Isso é o recall. Recolher todos os produtos de imediato das pratileiras e/ou lojas dos Estados Unidos. E toda essa despesa e logística por conta do fabricante. Faça as contas!

Uma vez que a nota oficial de recall é emitida, tenha certeza, que os advogados estarão de stand by esperando pela próxima vítima. Isso se o produto já não tiver feito alguma vítima.

Toda vez que uma matéria que nem essa é veiculada, tenha certeza, que novas normas de segurança serão aplicadas no produto. Todo o segmento do produto em questão, tem interesse em se ajustar a uma nova realidade de segurança; afinal, a última coisa que uma empresa quer aqui nos Estados Unidos, é um processo milionário.

Aí você diz: “agora você me assutou, como faço eu que quero exportar?”. A resposta é muito simples e não tem outro jeito para se proteger:  faça um seguro e tudo certo. Assim a vida e o mercado americano continua. Welcome to America!

Aos mais curiosos, não deixem de visitar www.recalls.gov

No comments:

Post a Comment